quarta-feira, 18 de maio de 2011

Para Refletir

Você está fazendo o melhor que poderia?

Numa grande empresa, trabalhava Álvaro, um funcionário sério, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com 20 anos de casa.

Um belo dia, Álvaro vai ao presidente da empresa fazer uma reclamação:

- Tenho trabalhado durantes estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação e agora me sinto um tanto injustiçado. Juca, que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu.

O patrão fingiu não ouvi-lo e, cumprimentando-o, falou:

- Foi bom você ter vindo aqui. Tenho um problema para resolver e você poderá ajudar-me. Estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa para o almoço de hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas. Vá até lá e verifique se tem abacaxi.

Álvaro, sem entender, saiu da sala e foi cumprir a missão a ele designada. Em cinco minutos, estava de volta. 

- Como foi? - perguntou o patrão.

- Verifiquei, como o senhor mandou, e a barraca tem o abacaxi - disse Álvaro.
- E quanto custa cada? - perguntou o patrão.

- Isso eu não perguntei! - respondeu Álvaro.
- Eles têm quantidde suficiente para atender a todos os funcionários? - perguntou o patrão.

- Não sei. - respondeu Álvaro.
- Muito bem, Álvaro, sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um pouco.

Pegou o telefone e mandou chamar o Juca. Quando Juca entrou na sala o patrão foi logo dizendo:
- Juca, estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa para o almoço hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas, vá até la e verifique se tem abacaxi.

Em oito minutos Juca estava de volta.
- E então, Juca? - perguntou o patrão.

- Tem abacaxi, sim. Tem quantidade suficiente para todo o pessoal e, se o senhor quiser, eles têm também laranja e banana.
- E o preço? - perguntou o patrão.

- Bom, o abacaxi eles estão vendendo a R$ 1,00 o quilo, a banana a R$ 0,50 o quilo e a laranja a R$ 20,00 o cento, já descascada. Mas como eu disse que a quantidade era grande, eles me concederam um desconto de 15%. Deixei reservado o abacaxi. Caso o senhor resolva, eu confirmo.
Agradecendo a Juca pelas informações, o patrão dispensou-o e voltou-se para Álvaro na cadeira ao lado e perguntou-lhe:

- Você perguntou alguma coisa quando entou em minha sala hoje. O que era mesmo?
- Nada sério, patrão. - respondeu Álvaro.

Moral da História:
Temos tendência muito prejudicial de nos acomodar perante nossas obrigações. Assim, passamos a acreditar que basta esperar a próxima "ordem"... No entanto, precisamos nos lembrar sempre de que ter boa vontade e ser prestativo são qualidades em extinção. O mundo tem exigido cada vez mais de cada um de nós e se não tentarmos nos destacar e nos sobressair de alguma maneira, certamente perderemos boas oportunidades.

Dica:
As comparações são prejudiciais. Se ao invés de olhar o que outro tem de bom, você se concentrar em fazer o melhor que puder, muito provavelmente estará tão satisfeito com o que conseguiu, que não lhe sobrará tempo para comparações sem nexo. Faça o seu melhor e colha os seus próprios resultados.

Fonte: Moral da História, Ed. Escala. 

1 comentários:

  1. Very nice this blog!
    visit our blog at http://uhooi.blogspot.com/

    ResponderExcluir